quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Opções de compra

Toda a minha vida tive de fazer opções, esta crise só veio agravar essas opções. Temos que pensar bem onde vamos gastar ou aplicar o nosso dinheiro, eu sempre tive de o fazer e agora só tenho que continuar e melhorar. Por isto estou cada vez mais selectiva. Se por um lado tento comprar mais barato por outro também já vi que ás vezes não vale a pena gastar pouco dinheiro, é certo, mas em peças que nem valem isso ou então que não vou de todo usar. Desta forma tenho tentado que as minhas compras sejam bem ponderadas e que eu não me arrependa logo depois de ter tirado a etiqueta.
Tenho tentado analisar, na roupa que tenho, quais as peças que mais gosto e em que situação as comprei. Cheguei á conclusão que as minhas peças preferidas, as que dou mais uso, são as que fiquei a sonhar com elas dias e dias antes de as ter. São aquelas em que pensava quando me vestia de manhã, e dizia "se já tivesse comprado ficaria bem com isto". São aquelas que vimos num dia não trazemos e depois corremos lá na esperança que ainda haja o nosso numero. Por exemplo, as minhas calças burgundy ou as minhas mais recentes calças pretas eu pensei nelas dias e dias antes de as ter, e agora que as tenho adoro-as e uso-as imenso. Ao contrário de algumas peças que compro por impulso, porque olhei gostei e trouxe.
Por isso acho que a partir de agora, e mesmo que isso implique uma nova viagem á loja, vou comprar apenas e só peças que me façam sonhar com elas. Não é uma promessa, porque pode acontecer e acho que pode até ser "saudável" de vez em quando fazer uma pequena compra por impulso, há peças que não podem mesmo ficar na loja, desde que pense bem em casa e troque se realmente não tiver certezas. Vai ser um "mantra" para a minha vida, só comprar depois de ter sonhado com a peça várias vezes e imaginado 1000 looks com ela.

O mais recente exemplo são estas calças da H&M. Quando comprei as calças burgundy experimentei também estas, gostei do corte e principalmente da lavagem são simples e baratinhas, ficam bem with everyhing in my closet. Não as trouxe porque achei que não faziam falta. Mas tenho pensado tanto nelas, há imensas manhãs em que me lembro que ficariam bem com esta ou aquela peça. Por isso acho que seria um bom investimento. Não tem a ver com preço (claro que isso também conta), tem a ver com utilização e acho que lhe daria muita. Acho que tenho que ir busca-las... 

H&M 9,95€

20 comentários:

  1. Estou a precisar de calças e acho que vou passar na H&M gosto muita das calças deles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não quero outra coisa, ultimamente só compro lá...

      Eliminar
  2. Cada vez penso mais assim tambem!!! Aquelas coisas que compro por impulso sao as que menos uso dou... normalmente acontece mais nos saldos- epoca terriiiivel =S

    Por exemplo com a parka militar da lefties ou as minhas botas militares pretas da seaside já foi uma compra pensada por mais de 1 mes... e ao usa las agora ate da gosto =)

    Essas calças da H&M são muito giras e o preço, maravilha!! A vantagem das skinny jeans é que usamos o ano todo e dão com tudinho ;)

    http://girls-stuff-11.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo isso que tenho sentido, quando compro por impulso posso até usar a peça mas não é a mesma coisa, quando compro por andar a pensar nela uso vezes sem conta. E lá está, até dá gosto!
      Pois, eu tenho pensado nelas, talvez as vá buscar. Mas como já tenho skinny jeans mas de outra lavagem não sei...

      beijinhos

      Eliminar
  3. ora, eu ando tanto nesta reflexão e tem me acontecido uma coisa muito: vou 3 vezes à loja até me decidir,
    compro,
    deixo dentro do saco 2 semanas com etiqueta ( eu SÓ tiro etiquetas quando estreio a peça mesmo)
    se não a usar na terceira, devolvo.
    por outro lado tento procurar sempre o mais barato, sim...mas há peças que me começa a cheirar que tenho que mudar de estratégia: por ex. comprei ontem um biker polipele preto barato...ele até tem bom ar mas...fico sempre a sonhar com um que custa o triplo e a imaginar o efeito da pele diferente. Tou mesmo a ver que o barato vou usar 4/5 vezes porque afinal o corte não era 'aquele' o material vai virar 'cinzas' e no fim...no fim se comprar o triplo uso tipo '5 vezes mais' :)

    por outro lado, se comprar o triplo fico sem dinheiro pa essas meninas que são basicas e tão baratas....tenho q ir experimentar

    (dsclpa o testamento mas apetecia me desabafar)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tens que pedir desculpa, este espaço é mesmo para isso. A mim acontece-me exactamente o mesmo. E por falar em biker, tenho um que comprei na Primark por 25€, mas lá está não é o "tal" (não acho o corte o melhor) e agora lamento esse dinheiro, porque com esses 25€ mais um esforço comprava um que fosse mesmo que gostava e valia a pena porque usaria muito mais vezes.
      Também só tiro a etiqueta quando estreio e já aconteceu andar em casa um bocadinho com a peça com etiqueta até me decidir.
      Lá está, quando compramos mais caro não temos margem para mais umas mariquices que tantos nos fazem falta, mas tenho tentado interiorizar que é por uma boa causa, porque se comprar o que realmente gosto não preciso das tais mariquices, porque vou usar o que gosto.
      Bem, já ficou aqui mais um testamento ;)

      Eliminar
    2. exacto...lá está é aquele 'esforço' que espremido se calhar foi menos um colar de impulso da hm a 5eur ( ou quase vá)...ontem fiquei a pensar nisto e comecei afazer contas a essa ida ao shopping...o dinheiro do biker de polipele + dinheiro de umas calças que tava na duvida + nao comprar mesmo nada este mes pq tá aí o natal num tarda e os saldos e...já dá pró biker que eu quero realmente e que vou surrar até à exaustao!

      pronto, vou ao shopping a seguir!

      Eliminar
    3. Aí está, uma boa reflexão!!!!
      Também já estou a interiorizar que vem aí o Natal e logo a seguir os saldos, por isso nada de grande compras... vou economizar para os saldos!!!

      Eliminar
  4. Só tiro a etiqueta, em casa, depois de experimentar a peça, ter a certeza de que gosto dela, de que gosto da forma como me assenta, de que a consigo conjugar com uma série de coisas dentro do meu roupeiro... Caso contrário vou devolver. Isto porque também já me aconteceu comprar algumas coisas por impulso, por comprar, e depois acabo por não lhes dar muito uso... As calças de ganga são bem giras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço exactamente o mesmo. E mesmo assim as peças que gosto são mesmo aqueles em que andei dias e dias a pensar...
      Obrigado Jo!

      Eliminar
  5. Olá Elix! Já há uns anos que penso e re-penso antes de comprar, e corro tudo à procura do melhor preço! As lojas on-line têm facilitado imenso estas pesquisas! Já soube o que era viver no tempo das vacas gordas e de facto a adaptação não é fácil! Eu cresci com a minha mãe sempre a gostar de comprar roupa e de coisas novas, dantes tinhamos essa possibilidade, mas esses tempos já lá vão muito atrás! E eu tornei-me perita em procurar pechinchas e em ir atrás dos descontos e promoções, e tenho orgulho nisso!

    Hoje em dia faço listas do que gosto e vou riscando o que me sai do pensamento, o que permanece é o que acabo por comprar e usar bastante. O meu estilo também é relativamente clássico, pelo que posso usar as mesmas peças anos e anos!

    Tenho estas calças da H&M. A lavagem é óptima e a cor está impecável. Só deixo uma sugestão a TODAS! Quando comprarem estas calças experimentem-nas e andem nos provadores de um lado para o outro. As minhas têm uma costura lateral numa das pernas, que não está bem feita, e com o andar a costura vai ficando à frente da perna (abaixo do joelho) e tenho de estar sempre a puxá-la para o lado... Por isso vejam bem os acabamentos antes de comprar! Eu só dei por isso quando as usei.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É engraçado que eu também "aprendi" com a minha mãe, ela sempre gostou e continua a gostar de comprar e andar bem. E também já tivemos mais facilidades, mas ainda assim sempre com algum bom senso.
      O que tenho tentado comprar é isso mesmo peças mais clássicas que eu ache que vou usar anos e anos, mas ainda assim ás vezes caio na tentação de comprar peças tendência que depois me farta.
      Obrigada pelo alerta, já tive calças assim, por acaso há muito que não me acontece, mas vou tomar atenção.
      beijinhos e obrigada pelas palavras

      Eliminar
  6. Revi-me bastante no que escreveste. Eu ultimamente tenho pensado melhor no que devo comprar ou nao e normalmente nao o tenho feito por impulso. Cheguei à conclusao que na altura existem peças que são compradas sem ser pensado o que as vezes se torna um risco. Estou igualmente a tentar apostar mais nos basicos e nas peças que sei que vou usar durante varias epocas e tentado deixar de lado as peças tendencia, que sei que vou deixar de gostar. CLaro que tambem cedo por vezes a um capricho,, confesso =) O unico senao e mesmo voltar a loja e ja nao encontrar o que quero.
    Gostei mesmo mt do teu texto.
    Rita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é verdade, ás vezes andamos muito tempo a pensar e depois quando chegamos á loja já não está lá... Por isso é que digo que há peças que não podemos mesmo deixar na loja, mas depois é não "ter medo" de devolver se não tivermos a certeza se gostamos da peça.
      beijinhos e obrigada Rita

      Eliminar
  7. As calças são lindas e a um preço bem apelativo!!!
    sabes eu antes comprava muita roupa por impulso só porque sim agora penso mil e umas vezes dou sempre prioridade á piolha e só depois vejo então o que preciso eu,
    Agora ando com poucas camisolas de malha tenho mesmo que comprar.
    O meu roupeiro não é como o da maioria das raparigas cheio de roupa eu não tenho muita mas tento sempre jogar com o que tenho!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, quando somos mães as nossas piolhas estão sempre primeiro não é?! ;) Eu também penso sempre primeiro nela como é lógico, mas não deixei de gostar de comprar para mim. E digo mais, já não é só uma questão de dinheiro (também conta claro) mas é também para não termos montes e montes de roupa que depois não usamos. Por isso acho que fazes muito bem em ter pouco, mas que seja aquilo com que realmente te sentes bem e depois é ir jogando, se comprares as peças bem compradas há sempre uma nova forma de a usar.
      beijinho

      Eliminar
  8. Ora aqui está um texto que me passa muitas vezes pela cabeça. E o mais engraçado é que também cheguei a olhar para essas calças de ganga, não comprei e tenho pensado muito nelas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tens pensado nelas são um bom investimento ;) pelo menos para mim quando penso muito numa peça é porque vale a pena ;)

      Eliminar

Obrigado pelas palavras deixadas!
Os comentários serão respondidos no próprio post.